Acordar durante a noite – A culpa é do colchão!

Se tem um parceiro de sono muito irrequieto(a) sabe que pode ser desconcertante ao ponto de passar noites em claro. Existem pessoas que se levantam muitas vezes ou fazem verdadeiras gincanas durante o sono dificultam o sono do companheiro pare este acordar durante a noite muitas vezes. O resultado são invariavelmente a falta de descanso, níveis de energia baixos e manhãs muito irritadiças que em nada ajudam ao bem estar do casal.

movimento

 

A transferência de movimento ou (isolamento de movimento) mede a capacidade que o material do colchão tem para absorver os movimentos corporais na superfície onde estes ocorrem. Se um colchão não tem bom isolamento de movimento, qualquer vibração numa ponta do colchão viajará muito facilmente e será sentido na outra ponta. Vamos analisar como lidam os vários tipos de materiais utilizados nos colchões:

Colchões de Molas

Os colchões de molas tradicionais (ou Bonnell) utilizam uma estrutura de molas em bobine unidas entre si por fios metálicos que unem a estrutura por inteiro. Essa estrutura faz desse tipo de colchões muito ineficazes a isolar o movimento. Isto deve-se ao facto dos fios metálicos não terem grande capacidade de absorção de energia, atingindo facilmente a tensão máxima com as variações de peso provocadas pelo movimento e transferem essa tensão por todo o colchão dando aquela sensação de onda. O resultado é ótimo para os miúdos saltarem na cama mas péssimo para si se tem um parceiro irrequieto.

Os fabricantes reagiram e introduziram no mercado o sistema de molas ensacadas. Nesta configuração, as bobines estão isoladas e contidas dentro de sacos de tecido. Isto melhora a capacidade de isolamento de movimento embora não tanto como os colchões de esponja de memória ou de látex.

Colchões de Água

Esqueça. Porquê? Bem…

colchao de agua

Colchões de Látex

O látex é uma matéria prima da borracha que é um material que absorve muito bem o movimento. Quando o látex é utilizado na superfície do colchão garante transferência de movimento quase nula. É a opção ideal para quem procura um colchão de casal e sofre muito com o movimento do parceiro. Quanto mais espessa for a superfície e denso o material, melhor o isolamento do movimento. Daí o látex dunlop oferecer melhor isolamento de movimento que o látex talalay.

Colchões de Esponja de Memória

Esponjas de poliuretano em geral e material viscoelástico em particular são não raras vezes reconhecidos pela sua grande capacidade de isolar o movimento.  Isto deve-se ao facto da esponja é constituída por biliões de pequenas células que absorvem o movimento individualmente. Uma única célula quando exposta a pressão irá esticar, dobrar e torcer-se para suportar essa pressão externa da melhor forma que conseguir. Quando o limite máximo de pressão é atingido nessa célula a parte em excesso é transferida para a célula seguinte e assim sucessivamente. A densidade e dimensão dessas células implicam que mesmo que o movimento seja transferido para milhares dessas células de uma só vez, essa energia mantém-se muito próxima da fonte que o provocou (o corpo do seu parceiro).

Colchões de Ar

Os colchões de ar residenciais são tão competentes a isolar o movimento como um colchão de látex se as câmaras de ar forem independentes em cada lado do colchão o que permite separar completamente o movimento de cada parceiro.

Conclusão

O isolamento de movimento é um critério muito relevante para a escolha de um colchão de casal. Deverá estar consciente sobre o comportamento do seu parceiro durante o sono antes de escolher o tipo de material do seu futuro colchão. A única desvantagem de um grande isolamento de movimento é que não existe virtualmente qualquer ressalto aquando do momento em que se deita, o que pode dificuldades outras actividades…mais movimentadas.Os efeitos da privação de sono são muito sérios pelo que se acorda demasiadas vezes por influência do parceiro considere seriamente um colchão de látex ou esponja de memória.

Comentários

Comente aqui