Como negociar um colchão

Uma das grandes queixas na compra de um colchão é invariavelmente o preço. É muito frustrante perceber qual o preço apropriado por um produto com tantas variáveis e variedades e são raras as vezes que saímos da loja confiantes que fizemos um bom negócio.

vendedor de colchoes

Negoceie o preço do colchao, sempre

Se uma loja está disponível para negociar o preço do colchão, então o preço de venda está inflacionado. As lojas de colchões locais apenas são obrigadas a praticar o preço mínimo definido pelo fabricante pelo que habitualmente aproveitam-se para encomendar produtos com materiais e espessuras comunicando-os como exclusivos e por isso muito difíceis de comparar. Isso da-lhes a capacidade de aumentar significativamente o preço sem que seja comparável com outras alternativas. Negoceie sempre, procurando baixar o preço em, pelo menos, 30%.

Procure a oferta do serviço de entrega

Não tenha receio de pedir desconto, entrega gratuita ou recolha do seu colchão antigo. Assim livra-se da chatice de trocar e transportar o colchão sem pagar mais por isso.

Não se deixe enganar pelos saldos e promoções

Em média os colchões são vendidos com margens de 80% ou mais. Os lojistas protegem-se fazendo promoções aparentemente incríveis mas não passam de técnicas que transmitem a ilusão de se estar a aproveitar uma grande oportunidade quando na prática os preços são aumentados e só após isso se aplicam descontos “fabulosos”. Se vir um desconto de 40 ou 50%, não se acanhe. Negoceie e negoceie muito ignorando o argumento do vendedor de que o colchão já está com promoção especial.

Escolha o momento certo do ano

A maioria do especialistas recomenda que a compra do colchão seja feita nos meses de Maio ou Abril. A razão tem a ver com as renovação das linhas lançadas pelos fabricantes que obriga os lojistas a livrar-se das sobras do ano anterior e conseguir renovar o seu stock com os produtos do novo ano.

Comentários

Comente aqui