Colchões Ortopédicos

Um colchão ortopédico é habitualmente reconhecido como um colchão especialmente criado para pessoas tem problemas (e por isso dores) crónicas ao nível da coluna, especialmente na zona cervical e lombar. Esse é um grande mito no mundo dos colchões uma vez que a escolha de um bom colchão deve sempre pressupor características ortopédicas independentemente de sofrer ou não de problemas crónicos.

A melhor definição de um colchão com características ortopédicas é que sua superfície é rija sem se sentir a rigidez. As razões tem a ver com as características de memória dos materiais que se adaptam ao seu corpo que são extremamente eficazes a aliviar a pressão nos principais pontos de resistência do seu corpo como os ombros, articulações ou a bacia. Isto assegura que a sua postura corporal se mantém sempre correta e natural durante o seu sono.

O termo “Colchão Ortopédico” não é nada mais do que um termo de Marketing.

Na prática, um colchão é considerado ortopédico se a sua superfície se adaptar adequadamente ás propriedades físicas do seu corpo como o seu peso, altura ou particularidades da sua fisionomia (p.e. ombros largos ou estreitos). De que forma é que isto se distingue de um colchão viscoelástico ou de latex apropriado para si? Em nada. Por isso não vá na cantiga do vendedor quando lhe diz que este ou aquele colchão é especialmente criado para pessoas com problemas ortopédicos.

colchões ortopédicos

Por isso se quiser um colchão com características ortopédicas concentre a sua atenção nos colchões de esponja de memória como o latex ou viscoelástico e procure o nível de rigidez ideal para a sua posição habitual de sono e com a qual se sinta mais confortável. Deixe os “colchões ortopédicos” para as campanhas de marketing.

Comentários

Comente aqui