Colchão de molas

O colchão de molas é ainda hoje em dia o tipo de colchão mais utilizado em Portugal.

São chamados de molas porque o seu suporte é assegurado por um conjunto de molas de aço usualmente em forma de bobine podendo ou não estar isoladas em cápsulas de tecido individual (molas ensacadas). Isto previne que as molas se entrelacem entre si baixando a probabilidade de ocorrerem aumentos de rigidez ou afundamentos na superfície do colchão. Por cima das molas são colocados vários tipos de materiais para melhorar o conforto (latex, almofadado, ou espuma com memória). Existe uma ideia pré-concebida que mais molas significa mais conforto mas não existe evidência comprovada cientificamente.

 

Vantagens do colchão de molas:

  • Geralmente as opções mais económicas são feitas de molas;
  • É o tipo de colchão com mais variedade disponível no mercado;
  • Permite um bom suporte para pessoas com excesso de peso, suportando os movimentos de deita e levantamento;

Desvantagens do colchão de molas

  • São, de longe, a opção mais ruidosa com o movimento;
  • Existe um efeito de vibração com o movimento que poderá perturbar o sono do casal;
  • De muito difícil transporte uma vez que não é possível “enrolar”;
  • A durabilidade é relativamente curta, em média entre os 3-5 anos até que as molas comecem a perder firmeza;
  • Obriga a alguma manutenção devendo virar o colchão de 18 em 18 meses;

 

Conheça os tipos de molas que existem, clicando aqui.

Comentários

Comente aqui